Noticias / Quase 90% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

19/11/2016

Quase 90% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

Autor: o globo

Black Friday, que acontece na próxima sexta-feira, está cada vez mais incorporada ao calendário dos brasileiros: 89% dos consumidores pretendem comprar algo na data, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Google, em parceria com o Ibope. Em 2015, o percentual era de 84%. Além disso, 47% das pessoas planejam aproveitar o dia para antecipar as compras de Natal.

— Em um ano complicado como este, de crise, é uma oportunidade de muitas grandes empresas venderem, e também para o consumidor, que está guardando um dinheiro. É uma data que está completamente consolidada — afirma Claudia Sciama, diretora de varejo do Google Brasil.

A executiva acredita que a Black Friday vem se fortalecendo no Brasil desde 2013, e que agora as promoções não se limitam mais ao varejo, abrangendo também o setor de serviços, como o de viagens ou de telecomunicações.

A principal categoria visada pelos consumidores é a de eletrônicos ou eletrodomésticos (64%), seguida por roupas, calçados e acessórios (48%). Entre os que vão optar por eletrônicos, 38% querem comprar celulares.

As compras serão feitas on-line por 90% dos entrevistados, enquanto as lojas físicas vão ser utilizadas por 35%. Segundo Claudia, essa preferência pelo e-commerce marca uma diferença entre o Brasil e os Estados Unidos, onde tradicionalmente se formam enormes filas na entrada das lojas.

A pesquisa mostrou ainda que o celular tem sido cada vez mais utilizado na Black Friday, tanto para a pesquisa dos produtos (27% usarão seus aparelhos para isso, contra 17% em 2015) como nas compras (20% contra 12% no ano passado).

Outro levantamento realizado pelo Google, dessa vez em parceria com a Provokers, mostrou que o gasto médio do consumidor em 2015 foi de R$ 1.098. Na hora de escolher um produto, o fator mais importante é o preço (42%), seguido pelas possibilidade de parcelamento (21%) e o custo do frete (17%). Quando os três fatores são semelhantes, 63% dos entrevistados escolhem o site que consideram mais confiável.

Mais da metade dos consumidores (53%) faz compras para si, enquanto 19% presenteiam outros e 27% compram pelos dois motivos. De acordo com Claudia, boa parte das compras na data é por impulso, de quem vê uma promoção que considera imperdível.



Novidades

Inscreva-se para receber nossa Newsletter e fique por dentro do que está acontecendo no Brasil e no Mundo.