Noticias / Governo reduz de 1% para 0,5% projeção de alta do PIB em 2017

22/03/2017

Governo reduz de 1% para 0,5% projeção de alta do PIB em 2017

Autor: G1

O Governo baixou de 1% para 0,5% sua estimativa de crescimento da economia brasileira neste ano, anunciou nesta quarta-feira (22) o Ministério da Fazenda. A nova previsão está em linha com a previsão do mercado financeiro.  

Apesar da redução, o governo manteve a previsão de que a economia brasileira deve crescer em 2017, após dois anos seguidos de recessão. No ano passado, o PIB brasileiro encolheu 3,6% em relação a 2015.  

Corte no orçamento
 

O orçamento deste ano foi feito com base em uma alta de 1,6% do PIB. No ano passado, o governo já estimava uma alta menor do PIB, de 1%, mas este valor não chegou a ser incorporado na peça orçamentária.  

Com um nível menor de atividade, também há reflexos na arrecadação de impostos e contribuições federais, que crescem menos. Por isso, a equipe econômica anunciará ainda nesta quarta um bloqueio de gastos no orçamento.  

O objetivo do corte de despesas é tentar cumprir a meta fiscal fixada para este ano, que é de déficit (despesas maiores do que receitas) de até R$ 139 bilhões. Esse conta não inclui os gastos com o pagamento de juros da dívida pública.  

Na terça, Interlocutores do governo ouvidos pelo G1 avaliaram que o bloqueio poderia ficar entre R$ 40 bilhões a R$ 65 bilhões. Entretanto, há informações divulgadas na imprensa dando conta de que esse valor pode ser menor.  

Alta de tributos
 

Também nesta terça, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que não está afastada a possibilidade de ser anunciado aumento de tributos para elevar a arrecadação do governo, o que também ajudaria no esforço para cumprir a meta fiscal.  

"Será uma combinação possível: o que é de corte, agora e, se necessário, de aumento de imposto", afirmou o ministro da Fazenda.  

Previsão para 2018
 

Para o próximo ano, o Ministério da Fazenda estimou um crescimento do PIB da ordem de 2,5%. O valor também está de acordo com as estimativas do mercado financeiro, mas está abaixo do que previu, nesta terça-feira, o titular da pasta, Henrique Meirelles. Em evento em Brasília, o ministro da Fazenda afirmou que o PIB brasileiro poderá crescer mais de 3% no ano que vem.


Notícias & Novidades

Novidades

Inscreva-se para receber nossa Newsletter e fique por dentro do que está acontecendo no Brasil e no Mundo.