Noticias / Com incerteza política, agência diz que pode rebaixar nota do Brasil

23/05/2017

Com incerteza política, agência diz que pode rebaixar nota do Brasil

Autor: Folha de S. Paulo

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings anunciou nesta segunda (22) que colocou a nota de crédito brasileira em revisão para possível rebaixamento nos próximos três meses.

 A decisão se baseia no quadro de elevação da incerteza política.  

 A nota de crédito do Brasil está hoje em "BB" com perspectiva negativa, ou dois níveis abaixo do grau de investimento, o chamado "selo de bom pagador".   Um novo rebaixamento levaria a nota do Brasil para três degraus abaixo no grau de investimento.  

 Segundo a S&P, após recentes acontecimentos, o cenário político do Brasil voltou a se complicar, e progressos consideráveis no campo fiscal e econômico —em um contexto de ajuste prolongado— estão sob risco.  

 Assim como a aprovação de políticas fiscais e econômicas mais proativas, o que poderia conduzir a um rebaixamento da nota.  

 A S&P diz ainda que os recentes acontecimentos políticos atrasariam a capacidade da classe política avançar nas reformas no que chama de "tempo oportuno", ou seja, antes das eleições presidenciais de 2018.  

 Em nota, o Ministério da Fazenda afirmou que a S&P "reconhece a importância das reformas implementadas", apesar de frisar a necessidade da aprovação da nova Previdência, e que a classificação será mantida se a incerteza política for de curta duração.  

 "Segundo a agência, a nota de crédito poderá ser mantida em um cenário em que a incerteza política seja de curta duração e sob uma administração e equipe econômica que tenham apoio suficiente no Congresso para continuar avançando com medidas corretivas direcionadas a frear a deterioração fiscal e fortalecer as perspectivas de crescimento."  

 A nota afirma ainda que a pasta reafirma o compromisso com as reformas.  

 "O Ministério da Fazenda reafirma o seu compromisso com a recuperação da economia brasileira por meio de reformas estruturais que objetivam o equilíbrio das contas públicas, a sustentabilidade da dívida pública e a construção de novas bases para o crescimento sustentado", diz o texto.  



Notícias & Novidades

Novidades

Inscreva-se para receber nossa Newsletter e fique por dentro do que está acontecendo no Brasil e no Mundo.